domingo, 29 de novembro de 2009

AUTORIDADE ESPIRITUAL



.
















AUTORIDADE ESPIRITUAL
Pr. Abilio Carlos dos Santos


“Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum” – Lucas 10.19


O Senhor Jesus nos deu autoridade sobre tudo e sobre todas as coisas.
Então posso reinar? Podemos reinar. Temos autoridade para isso.
Ele nos deu autoridade para agir sobre todo o poder satânico.
Recebemos do Senhor Jesus essa autoridade.

Muitas pessoas vivem escravizadas por sentimentos, por paixões. São espíritos enganadores que agem na mente das pessoas. E por quê? Porque elas “não ouvem” a Palavra... A Palavra entra por um ouvido e sai pelo outro.

O crente necessita estar atento em três detalhes em sua vida espiritual:

a) - Ouvir a Palavra de Deus.
b) - Recebê-la em seu coração.
c) - Meditar dia e noite na Palavra de Deus.

Sem a palavra de Deus o crente torna-se um fracasso completamente derrotado.

Quando você vive esses três detalhes, você passa a ter autoridade para pisar serpentes e escorpiões e toda a força do inimigo. Você passa a ter o inimigo debaixo dos seus pés. Você por cima e o inimigo debaixo de seus pés.

“Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono” – Ap 3.21

Você está qualificado para vencer todas as coisas.
Experimente a benção de Deus em sua vida.

Deus te abençoe abundantemente.

.

Dúvidas e orientações? Escreva para mim: abilicusvidanova@ig.com.br

.

sábado, 28 de novembro de 2009

LIÇÃO 9 - A RESTAURAÇÃO ESPIRITUAL DE DAVI


.












Lição 09 - A Restauração Espiritual de Davi
Pr. Abilio Carlos dos Santos

INTRODUÇÃO

Davi errou. Falhou. Saul também errou. Saul perdeu o reino e Davi mesmo errando não perdeu o reino.

Qual a diferença?

A diferença está na atitude dos dois em relação ao pecado.
Saul tentou justificar-se transferindo a responsabilidade ao povo.
Davi arrependeu-se, reconheceu seu erro e pediu perdão a Deus e foi atendido.

I – A RESTAURAÇÃO E A PALAVRA DE DEUS

Davi estava em pecado, mas quem se atreveria confrontar o rei?
Sua vida espiritual naquele momento era de trevas, e o Senhor enviou sua Palavra dissipando as trevas.

O crente necessita estar atento em três detalhes em sua vida espiritual:

a) - Ouvir a Palavra de Deus.
b) - Recebê-la em seu coração.
c) - Meditar dia e noite na Palavra de Deus.

Sem a palavra de Deus o crente torna-se um fracasso completamente derrotado.

II - A RESTAURAÇÃO E INFLUÊNCIA DE FATORES EXTERNOS EM NOSSAS DECISÕES

Davi deixou-se influenciar pelo meio no qual vivia.
O rei tinha a sua disposição toda mordomia e era considerado um semi deus.

E as responsabilidades morais?

O crente deve tomar muito cuidado com o meio no qual vive. Somos livres, mas somos responsáveis por nossas ações e decisões. Davi errou. A culpa foi de Davi.

Para ser restaurado, Davi assumiu a responsabilidade de seu erro.

“Porque eu conheço as minhas transgressões; e o meu pecado está sempre diante de mim” – Sl 51.3.

O meio exerce uma poderosa influência sobre nós, mas isso não nos exime de nossa responsabilidade moral.

III – A RESTAURAÇÃO E A ATITUDE DIANTE DO PECADO

Quantos cristãos estão afastados do Caminho do Senhor, após terem fracassado diante do pecado, acham-se indignos de ser restaurados e de levantar a cabeça?

É necessário clamar ao Senhor por misericórdia. Foi o que Davi fez – Sl 51.1

Deus é bom e está pronto para nos ajudar – É a “graça” do Senhor.

O pecado ofende a Deus e a Sua Palavra. As vestes do crente ficam manchadas. Satanás o acusa de dia e noite. É necessário arrependimento, confissão, quebrantamento e abandono do pecado. Assim agiu Davi e recebeu do Senhor a “Restauração Espiritual”.

·
CONVITE:
Participe conosco da Escola Bíblica
Av. Áurea, 52 – Vila HelenaSanto André – SP
Aos sábados das 19.00 hs às 21.00 hs
.
.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

LIÇÃO 8 - O PECADO DE DAVI E SUAS CONSEQUENCIAS


.














LIÇÃO 8 – O PECADO DE DAVI E SUAS CONSEQUENCIAS
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Introdução

A Bíblia nada esconde, descreve os pecados dos servos de Deus alertando a outros.
“Aquele que cuida estar em pé, olhe não caia” – I Co 10.12

Eis aí a vida de Davi dividida em dois momentos: Antes e depois da tentação e queda.
Como considerar o pecado de Davi: Uma simples fraqueza ou imperfeição?

Enquanto nos assombra quão baixo Davi caiu, o mais maravilhoso é que Deus estendeu Sua graça até as profundezas da depravação humana. Como somos afortunados!

I – DAVI E A TENTAÇÃO

A tentação está presente em todos os momentos de nossa vida. Tentação é pecado? Não. Pecado é ceder e cair. Para não cair é necessário vigilância.
A história de Davi e Bate-Seba mostra como até mesmo os mais piedosos, se não forem cuidadosos, podem cair no pior dos pecados.

No auge, na época de triunfo, surgiu a tentação na vida de Davi.
A tentação inicial de "olhar" surge para todos nós. Pode ser involuntária e não é pecado. O passo seguinte é parar para investigar. Este já é um terreno muito perigoso e pode constituir pecado mental. É muito difícil evitar o último passo, a verdadeira má ação.

Desde o início Davi sabia exatamente o que estava fazendo. Ele perguntou quem era ela, e embora fosse informado diretamente que ela era mulher de outro homem, ele ainda mandou que ela fosse trazida para ele a fim de satisfazer sua lascívia. Que outra razão ele teria para fazer isso? Ela já era casada, portanto, ele não estava interessado em torná-la sua esposa. Ele não estava interessado em amá-la. Ao que parece, ele estava motivado unicamente pela paixão. Afinal de contas, ele não era o rei? Não estava acostumado a ter tudo o que queria? Então, por que não essa mulher também?

"os olhos do homem nunca se satisfazem" - Pv 27:20
Que verdade no caso de Davi! Quando ele cobiçou Bate-Seba, já tinha mais de seis esposas e quem sabe quantas concubinas. E já não era suficiente? E pior, para satisfazer suas luxúrias, ele tinha que tomar a esposa de outro homem?

O procedimento de Davi ao mandar buscar Bate-Seba era característico dos monarcas orientais, mas completamente indigno de um homem de Deus. Esse primeiro passo errado conduziu à dissimulação, à hipocrisia, à ingratidão e por fim ao homicídio – Tg 1.15

II – DAVI E O PECADO

Após o adultério com Bate –Seba – 11.12-13:

A – Urias é abominavelmente assassinado – 11.14-25. A traição de Davi atinge o auge quando ele ordena a Urias que entregue a Joabe uma carta na qual se contém a sua sentença de morte. De acordo com as instruções recebidas, Joabe observa bem a cidade e coloca Urias no ponto mais perigoso. Aí morreu o bravo e nobre soldado cuja morte se destinava a encobrir a perversidade de Davi.

Bate-Seba teve parte no encobrimento ao seu marido?

Não há nenhuma indicação de que Bate-Seba soubesse dos planos de Davi para seu marido. Ele provavelmente quis assim. Porém, o fato de que Davi tentou fazer que Urias fosse para casa a fim de estar com sua esposa provavelmente indica que Davi estava certo de que ela não iria contar ao marido que havia ficado grávida do rei.

Bate-Seba estava nas mãos de Davi

“Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera” – Lv 20.10

Davi a tinha em suas mãos. Se ela confessasse, corria risco de morte. E se tivesse chegado a tanto, Davi teria negado tudo - afinal, ele cometeu assassinato a fim de tentar sair dessa situação - Para ele, seria muito fácil dizer uma mentira: "Com todas essas esposas e concubinas, por que eu iria tomar a mulher de um de meus soldados mais fiéis e valentes?"

E Bate-Seba, grávida com o bebê de outro homem, não teria como provar a culpa dele. Quem creria na palavra dela, contra um rei amado e poderoso, com todas aquelas mulheres à disposição? Ela estava totalmente impotente.

Assim, do ponto-de-vista dela, o que ela iria ganhar por confessar? Davi aparentemente sabia disso, e foi por isso que ele se sentiu seguro em tentar trazer Urias à presença dela...
"a armação" não funcionou.

Davi tentou convencer Urias a dormir com sua mulher, criando assim o álibi para a gravidez dela. Como não funcionou, decretou o assassinato de Urias diante dos soldados inimigos.
Um momento de paixão descontrolada levou um homem de Deus a uma espiral de pecado e crime.

B – Bate-Seba torna-se mulher de Davi – 11.26-27

O luto de Bate-Seba foi puramente formal. De acordo com a tradição manter-se-ia durante sete dias. Após esse período, Davi recolhe-a em sua casa e torna-a sua mulher.
O episódio deixa uma indelével marca no caráter de Davi.

C – A parábola de Natã – 12.1-6

A consciência de Davi permaneceu adormecida quase um ano até que recebeu a visita do profeta Natã.
Através de uma parábola foram denunciadas as transgressões reais. As palavras foram como setas que atingem direto o coração do rei. “Tu és este homem” – 12.7. Um adultério e um homicídio. Davi transgredira duplamente o Decálogo.

III. DAVI E AS CONSEQÜÊNCIAS DO PECADO

O pecado de Davi trouxe conseqüências emocionais, espirituais e físicas para ele e sua família.
Todos foram afetados: o infrator, os familiares, os liderados... E o relacionamento de Davi com Deus? E com seu círculo de amigos?
Como Davi era visto pelas pessoas?

“Já estou cansado do meu gemido; toda noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas” – Sl 6.6
Davi chorou quando Tamar, sua filha foi violentada, e quando seus filhos Amnon e Absalão foram mortos prematuramente.

Davi clamou ao Senhor: “Tem piedade de mim; sara a minha alma, porque pequei contra ti“ – Sl 41.4

CONCLUSÃO:

Davi estava no lugar errado e na hora errada quando pecou... Naquele tempo os reis costumavam ir à guerra, mas Davi ficou em casa - IISm 11:1-2... Ele não ficou apenas em casa, mas ficou também ocioso quando passeava pelo terraço. A essas lições da vida de Davi, devemos atentar para que também não venhamos a incidir no mesmo erro.

.

CONVITE:

Participe conosco da Escola Bíblica
Av. Áurea, 52 – Vila Helena
Santo André – SP
Aos sábados das 19.00 hs às 21.00 hs

.

abilicusvidanova@ig.com.br

.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

O HOMEM LOUCO



.



















O HOMEM LOUCO - LUCAS 12.13-21
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Ficamos tristes ao vermos almas partirem deste mundo sem salvação. Não reconheceram Jesus Cristo como Senhor e Salvador da alma. Nunca se arrependeram de seus pecados.
Em Lucas 12.13-21 encontramos uma pessoa confiando em seus bens materiais e não na graça poderosa do Senhor Jesus.

Era um homem trabalhador, excelente administrador e porque não dizer também que era muito abençoado por Deus.

INGRATIDÃO

No entanto, foi ingrato para com Deus não reconhecendo a mão santa do Senhor a renovar dia a dia sua terra para uma grande produção.

CONFIANÇA MATERIAL

"Arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos e disse: Farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens." - Vs. 17 e 18
A confiança deste homem estava no estoque de seus celeiros. Ali estava o seu “pé-de-meia”.
Sua poupança e aposentadoria já estavam garantidas.

ALMA ENGANADA

Encontramos este homem tentando enganar sua alma em quatro carcteristicas - "Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te." - VS.12.19

1 – Alma descansa – Ele tinha bens materiais, mas sua alma não tinha descanso. Bens materiais não trazem descanso à alma.

2 – Alma come – Alimentamos nosso corpo físico com o pão material, mas não é possível alimentar a alma com o materialismo.

3 – Alma bebe – O salmista disse: “ A minha alma tem sede do Deus vivo” – Sl 42.2. Como dessedentar a alma com bens materiais?

4 – Alma regala-te – Um coração alimentado pelo materialismo é um coração triste. A alma na pode alimentar-se de milho, trigo, arroz, feijão...

E A VIDA ETERNA?

"Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus." – VS 20
Duas coisas inevitáveis nos esperam:

1 – Acerto de contas
Ninguém sabe o seu dia e a sua hora. Só Deus sabe. Temos que sair deste mundo. Na presença do Senhor vamos prestar contas de toda nossa caminhada terrena.

2 – E os bens materiais?
Os bens materiais ficarão aqui mesmo na terra. Não nos acompanharão. Não podemos levar nada do que possuímos materialmente falando. Nossos bens – Que não são nossos – passarão para outras mãos.

CONCLUSÃO

“E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui” – Lucas 12.15
Nosso único bem e nossa única possessão é o Senhor nosso Deus.

*

Por hoje vou ficando por aqui. Ore por mim e receba meu abraço afetuoso.
Seu amigo, Pr. Abilio ... Shalon!

.

abilicusvidanova@ig.com.br

.
.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

CALA-TE CORAÇÃO...


.



















CALA-TE CORAÇÃO...
Abílio Carlos dos Santos

Por pouco não estraguei tudo.
Ia destruindo o pouco que resta.
Controlei-me, parei a tempo... Ufa!
Sempre meu interior impulsivo querendo falar mais alto.
Sabe, estou com tantas coisas engasgadas...
Não posso falar... Agora não... Quem sabe depois...

Fico com medo de tudo acabar.
Seríamos apenas amigos?
Teríamos uma estrada de regresso?

E se voltássemos... Nada seria igual...
Nada na intensidade do amor que um dia existiu.
Só amizade! E para isso é preciso dum tempo...

Cala-te coração!
Não posso falar... Tudo se perderá.

Não, não, não quero um ponto final
Não quero um adeus
Não quero um nunca mais

Quero uma vírgula
Um até breve
Um até sempre

.

abilicusvidanova@ig.com.br

http://pastorabiliocarlos.blogspot.com/

.

FRAGRÂNCIA E PERFUME


.

















FRAGRÂNCIA E PERFUME – IICo 2.15
Pr. Abilio Carlos dos Santos



“Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem”

A Bíblia nos diz: “E edificou Noé um altar ao Senhor... E ofereceu holocausto sobre o altar... E o Senhor cheirou o suave cheiro“ – Gn 8.20-21 - e fez um pacto com Noé.

I - NÓS SOMOS O ALTAR DO SENHOR


A - Somo um altar santo


“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” – I Ts 5.23


B - Como altar santo do Senhor podemos oferecer sacrifício de louvor


“Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.” – Hb 13.15

II – EXALANDO O PERFUME DE CRISTO

Primeiramente oferecemos o sacrifício ao Senhor e depois recebemos a benção.


Paulo e Silas: “E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. E de repente sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos” – At 16.25-26

CONCLUSÃO

Devemos sempre exalar o “bom perfume de Cristo” – II Co 2.15, e jamais exalar o mau cheiro do Diabo.

.

abilicusvidanova@ig.com.br
.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

LIÇÃO 7 - A EXPANSÃO DO REINO DAVÍDICO


.












LIÇÃO 7 – A EXPANSÃO DO REINO DAVÍDICO
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Introdução


Davi, um homem segundo o coração de Deus, lutador e com a direção do Senhor estabeleceu o reino glorioso de Israel. Sua vida sempre foi uma combinação de virtude espiritual com espírito guerreiro, muito esperto na área militar.


I – A NOVA SEDE DE UM NOVO REINO


1. Jerusalém e sua posição estratégica


Jerusalém, conquanto fosse herança dos filhos de Benjamim – Js 18.28 – esteve em mãos dos jebuseus até o reinado de Davi. A importante fortaleza de Jebus, no Monte Sião, era um centro estratégico, ideal para capital e facilmente fortificado. Enquanto permanecesse em mãos inimigas, perigava a segurança da palestina central e meridional.


Joabe, juntamente com poucos soldados, entraram na fortaleza, e recebeu a promessa de Davi, sendo conclamado Capitão do Exército de Israel. Davi fez dela a sua cidade, a cidade de Davi, edificando, reformando e construindo fortalezas ao seu redor.


2. Jerusalém e sua importância histórica


A. A Cidade Santa desde seus primeiros dias


Jerusalém teve em seus primeiros dias o nome de Jebus, a capital e principal cidade dos Jebuseus, um dos povos canaanitas que viviam na região antes da conquista de Israel e da saída do povo do Egito.


Há quem afirme que sua origem seja ainda mais antiga, seus primeiros dias teria sido relatados em Gn 14.18, onde foi chamada de Shalem a cidade reino de Melquisedek o Rei da Justiça, o significado de Shalem é "Completa" e está intimamente relacionado com dos significados do nome Yerushalaim.


Segundo esta visão, os Jebuseus na realidade haviam conquistado a colina hoje conhecida como Cidade de Davi, então chamada Monte Sião, transformando-a em uma cidade que antes servia ao Deus Vivo no centro de culto pagão dos jebuseus, fonte de idolatria caananeia e implantado ali bem próximo, no vale de Hinom o sacrifício de crianças ao deus Molech, uma representação de Satanás na terra. Este fato representaria a tentativa demoníaca de assumir o trono na cidade do Grande Rei.


Esta tese seria a melhor explicação para compreendermos o interesse de Davi por esta pequena cidade no coração da Judéia e no desejo de conquistá-la. Davi que podia ter muitos defeitos foi chamado de “o Rei segundo o Coração de Deus” por buscar incessantemente fazer a vontade do Altíssimo, sendo assim, a conquista de Jebus não passaria de uma obediência a vontade divina e o trazer de volta ao Senhor aquilo que o pertencia. Davi em sua conquista estaria retornando a Cidade Santa ao Senhor.


A conquista da Cidade pelas mãos de Davi se deu por cerca de 999 A.C e ele a tornou a Capital de seu Reino Unido ( Judá e Israel ).


B. A cidade de Jerusalém terrestre ainda tem um papel no futuro


Quando Cristo voltar para estabelecer o seu reino milenar - Ap 20.1-6, Ele porá o seu trono na cidade de Jerusalém.


Depois do julgamento do grande trono branco - Ap 20.11-15, a Jerusalém celestial descerá à nova terra como a sede do reino eterno de Deus - Ap 21.2.


Os livros do Novo Testamento repetem boa parte do significado da Jerusalém do Antigo Testamento, mas com uma nova aplicação: de uma cidade terrena para uma cidade celestial. Noutras palavras, Jerusalém, como a cidade santa, já não estava mais aqui na terra, mas no céu, onde Deus habita e Cristo reina à sua destra; de lá, Ele derrama as sua bênçãos; e de lá, Jesus voltará. Paulo fala a respeito de Jerusalém “que é de cima” - Gl 4.26.


O livro de Hebreus indica a respeito que, ao virem a Cristo para receber a salvação, os crentes não chegaram a uma montanha terrestre, mas “ao monte de Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial” - Hb 12.22.


E, ao invés de preparar uma cidade na terra para os crentes, Deus está preparando a nova Jerusalém, que um dia descerá “do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido” - Ap 21.2.

II – UM REINO CRESCENTE DESPERTA INIMIGOS

O povo de Israel estava unido e Davi firmara-se como rei. As vitórias e conquistam eram grandes. Davi derrotou os jebuseus. Os filisteus alarmados com a marcha dos acontecimentos decidem esmagar Davi, mas foram derrotados por duas vezes – II Sm 5.17-25 – A vitória de Davi foi, pois, devida à presença de Deus. Todos eram agraciados com as bênçãos materiais e espirituais.


Davi ajudado por 30.000 homens trouxe a Arca de Quiriate-Jearim onde estivera quase oitenta anos. Provisoriamente a Arca esteve na casa de Obede-Edom, o geteu, durante três meses. Três meses depois Davi vai buscar a Arca e trá-la, cheio de alegria, para a sua cidade. Desta vez, com a aprovação de Deus oferecem-se sacrifícios de louvor e ações de graças – I Cro 15.25-29.


III – NOVO REINO, NOVOS ALVOS A ALCANÇAR


Davi foi um rei exemplar e muito admirado pelo povo. Colocou sempre as coisas espirituais em primeiro lugar. Ao chegar ao trono, sua grande preocupação foi cuidar da Arca da Aliança e do Culto ao Senhor. Maravilha!


Davi foi falho como qualquer um de nós, é verdade, mas sempre amou o Senhor buscando a Sua presença e adorando-O. O reinado de Davi tornou-se forte e estável.



.


CONVITE:


Participe conosco da Escola Bíblica
Av. Áurea, 52 – Vila Helena
Santo André – SP
Aos sábados das 19.00 hs às 21.00 hs


.

.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

LIÇÃO 6 - DAVI UNIFICA O REINO DE ISRAEL


.












LIÇÃO 6 – DAVI UNIFICA O REINO DE ISRAEL
Notas: Pr. Abílio Carlos dos Santos


Introdução:

Davi reinou quarenta anos em duas etapas: Em Hebron reinou sete anos e meio sobre a Tribo de Judá. E depois por mais 33 anos sobre as doze tribos.


Havia a profecia divina que prenunciava a Davi como rei de toda a nação hebraica e isto eram do conhecimento de todos, desde os mais simples e até os nobres. Saul sabia disso, e por isso mesmo a chegada de Davi ao trono foi marcada por grandes provações.

I – A MONARQUIA AMEAÇADA

Com a morte trágica do rei Saul, a monarquia estava ameaçada. Não havia união entre o povo. A desunião prevalecia.

Davi com certeza buscava em oração uma saída para a situação.

II – O REINO ABALADO

Após muitos anos de ausência, Davi retorna para Hebron, junto da Tribo de Judá. Vem com seus valentes e com seus familiares.


Ali junto de seu povo foi aclamado rei sobre a Tribo de Judá.


Junto às outras Tribos, Abner, que era primo de Saul e Comandante chefe do exército, proclama rei de Israel a Is-Bosete, o filho mais novo de Saul. O novo rei foi reconhecido, exceto por Judá, onde reinava Davi.


Houve uma batalha em Gibeom entre o exército de Israel, comandado por Abner, e o de Judá sob o comando de Joabe, filho de Zeruia, irmã de Davi - II Sm 2.12 a 17. Abner foi derrotado.


Ocorreram vários incidentes e Davi sempre soube se portar e suplantar os mesmos e isso foi muito importante no processo de restauração do reino.


Após um desentendimento entre Abner e Is-Bosete, Abner passou para o lado de Davi que lhe prometeu o comando de seu exército e Abner, em paga desta confiança, conquistaria a Israel.


Joabe estava desconfiado e receoso e antes de Abner começar a agir, traiçoeiramente o assassinou.

Davi amaldiçoou Joabe por seu ato traiçoeiro – II Sm 3.28-29. O momento era delicado e Davi não podia deixar que nenhuma dúvida pairasse sobre sua integridade.
Davi mostrou a sua consideração pelo general Abner, assistindo ao funeral e fazendo uma oração apropriada junto da sepultura - II Sm 3.33-34.

Is-Bosete morreu assassinado num dia de muito calor, em pleno meio-dia, quando dormia – II Sm 4.5-6. Assim se extinguiu a casa de Saul.

III – A MONARQUIA RESTAURADA

Tendo morrido Abner e Is-Bosete, os anciãos de Israel procuraram Davi e lembraram-lhe da promessa que o Senhor lhe fizera: “Então, todas as tribos de Israel vieram a Davi, a Hebrom, e falaram, dizendo: Eis-nos aqui, teus ossos e tua carne somos. E também dantes, sendo Saul ainda rei sobre nós, eras tu o que saías e entravas com Israel; e também o SENHOR te disse: Tu apascentarás o meu povo de Israel e tu serás chefe sobre Israel. Assim, pois, todos os anciãos de Israel vieram ao rei, a Hebrom; e o rei Davi fez com eles aliança em Hebrom, perante o SENHOR; e ungiram Davi rei sobre Israel. Da idade de trinta anos era Davi quando começou a reinar; quarenta anos reinou. Em Hebrom reinou sobre Judá sete anos e seis meses; e em Jerusalém reinou trinta e três anos sobre todo o Israel e Judá” – II Sm 5.1-5

CONCLUSÃO

Não havia razão para esperar mais. Ali estava o escolhido de Deus. Ali estava o líder de toda a nação. Davi coroado rei de Israel. O Reino estava unificado.

.

CONVITE:


Participe conosco da Escola Bíblica
Av. Áurea, 52 – Vila Helena
Santo André – SP
Aos sábados das 19.00 hs às 21.00 hs
.

abilicusvidanova@ig.com.br

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

NÃO TEMAS ... Marcos 5.21-24; 35-42



.













NÃO TEMAS... - Marcos 5:21-24; 35-42
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Na Bíblia está escrito 366 vezes (Não temas). A voz de Deus todos os dias.


O Senhor Jesus estava acompanhado de uma grande multidão; e Ele estava à beira do mar. Chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo e, logo que viu a Jesus, lançou-se-lhe aos pés. e lhe rogava com instância, dizendo: Minha filhinha está nas últimas; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva. Jesus foi com ele, e seguia-o a grande multidão, que o apertava.


Marcos 5:35.42


Enquanto Ele ainda falava, chegaram pessoas da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: A tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre?


1 - DÚVIDA


Satanás usou essa pessoa para lançar uma dúvida. Ele quer impedir o milagre do Senhor. Se tem um propósito, projeto, sonho ou desejo que está em seu coração, evite contar para alguém. Temos que tomar cuidado com o que ouvimos ou falamos e especialmente o que contamos para alguém, pode acontecer com você o que aconteceu com Jairo.


O que percebendo Jesus, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente.


2 - COMPANHEIROS


E não permitiu que ninguém o acompanhasse, senão Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago. Novamente Jesus mostrou, que temos que escolher nossos companheiros e amigos. Ele preferiu ir com pessoas da mesma fé. Quando chegaram a casa do chefe da sinagoga, viu Jesus um alvoroço, e os que choravam e faziam grande pranto. E, entrando, disse-lhes: Por que fazeis alvoroço e chorais? A menina não morreu, mas dorme. E riam-se dele; porém ele, tendo feito sair a todos, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele vieram, e entrou onde a menina estava.


E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te! Imediatamente a menina se levantou .


3 – CONFIAR EM JESUS


Será que nossos problemas, são maiores que o de Jairo?


Temos que confiar em Jesus, somente assim venceremos nossas batalhas. , e pôs-se a andar, pois tinha doze anos. E logo foram tomados de grande espanto.


*


Hoje por aqui, muito sol e calor... Deixo meu abraço fraternal e até a próxima... Shalon!
Pr. Abilio.




.


quarta-feira, 4 de novembro de 2009

PERDOAR... E AMAR


.















PERDOAR... E AMAR
Pr. Abílio Carlos dos Santos

É preciso perdoar.
Mexer nas feridas... Situações dolorosas... Não é fácil!
Mexer no “lixão”... É preciso!

Lembrarmo-nos de certas coisas, causa um “mau cheiro”.
Não dá para agüentar mais essa “lata de lixo”. E a contaminação?

Imagine conservar uma lata cheia de lixo durante um mês dentro de casa.
Ninguém iria agüentar o mau cheiro e a contaminação.
Como fica nosso coração? Nossa vida espiritual?

Queimar todo esse “lixo”... Perdoar tudo!
Ficar com o coração limpo. Depositar tudo aos pés da Cruz de Cristo.
Deus é amor.

Fomos feitos para o amor... Não para o ressentimento.
Não para a mágoa. Não para a falta de perdão.
Feitos para o amor... E para amar.

Um abraço do Pr. Abílio... Shalon!


abilicusvidanova@ig.com.br


.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS


.


















SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Como enfrentar os problemas?
Como solucioná-los?

Precisamos de muita calma nessas horas. Não podemos ficar desesperados. O problema deve ser enfrentado e certamente será solucionado.


Muitas vezes acordamos pela madrugada e perdemos o sono. Ficamos planejando, buscando um caminho para a solução do problema. Quando criança, ainda no primário, passava horas e horas buscando nos livros uma forma de resolver os exercícios de matemática, os problemas... Cheguei à conclusão que todo problema tem solução.


Agora como servo de Deus tenho aprendido que a solução dos problemas é Jesus. Mas, não posso ficar acomodado de braços cruzados. Tenho que caminhar com o Senhor e chegar à solução dos problemas. Sempre tive bons professores de matemática. Hoje meu professor é o Senhor Jesus, Mestre por excelência. Até aqui tenho sido vitorioso, graças ao Senhor Jesus.


O Senhor Jesus é a Porta da Solução para todos nossos problemas... É isso que Jesus está nos ensinando hoje... “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e ele o fará” – Salmo 37.5


Vou ficando por aqui... Meu abração... Shalon!


TODA DOR SERÁ AMENIZADA