domingo, 30 de outubro de 2011

CALMA... NÃO SEJA PRECIPITADO


















CALMA... NÃO SEJA PRECIPITADO
Pr. Abilio Carlos dos Santos

A maioria das pessoas age sem pensar. Há momentos em que falamos sem pensar.
Isso não é de Deus.
Depois vem o lamento: “Porque fiz aquilo?” ou “Porque não fiquei de boca fechada?”.
Agir sem refletir... Depois vêm as conseqüências.

MOISÉS

Moisés passou por grandes apertos: Êx 2.11-12

“E aconteceu naqueles dias que, sendo Moisés já homem, saiu a seus irmãos, e atentou para as suas cargas; e viu que um egípcio feria a um hebreu, homem de seus irmãos.
E olhou a um e a outro lado e, vendo que não havia ninguém ali, matou ao egípcio, e escondeu-o na areia” – Êx 2.11-12

PEDRO E MALCO

Entrou na briga e se complicou: Mt 26.52-54

“Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão. Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos? Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?” – Mt 26.52-54

Muitas pessoas atravessam períodos de apertos financeiros por tomarem decisões precipitadas e realizarem maus negócios.
E o que dizer dos problemas familiares. Desarmonia, separação, divisão, inimizade e tudo isso por causa de uma palavra dita sem pensar ou uma decisão tomada precipitadamente.

Lembra de Moisés diante da rocha em Cades? – Nm 20.6-11

Calma... Não tome nenhuma decisão precipitada.

.
abilicusvidanova@ig.com.br
.

sábado, 22 de outubro de 2011

A VONTADE DE DEUS PREVALECE




















A VONTADE DE DEUS PREVALECE
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Deus prometeu um filho a Abraão, porém Abraão não esperou em Deus por seu filho; ele se uniu a uma concubina e gerou dela um filho - Ismael. ... Por que Abraão agiu assim?

> Não estava “circuncidado” e confiava em Deus e na carne (a carne é o ego)... Tinha ainda força e queria resolver do seu jeito.
> Vj Rm 8.1... Ismael era filho da carne.
> A carne peca, mas a carne também quer agradar a Deus.
Deus não aceita obra da carne. Deus quer Isaque e não Ismael.> Por quê?

Para andar no Espírito precisa estar “circuncidado”
>Cl 2.11 e Fp 3.3

Depois que ele gerou Ismael, houve um período de treze anos no qual Deus não falou com ele (Gn 16:16;17:1). Embora tivesse gerado um filho, ele perdeu treze anos. Essa é a experiência de muitos cristãos. Sempre que agimos de acordo com a carne, Deus nos coloca de lado e nos permite comer o fruto de nossa carne. Aos olhos de Deus tal período é uma perda total.

Depois que Abraão gerou Ismael, durante o longo período de treze anos, não houve paz na sua família.

Contudo, a Bíblia não nos mostra que Abraão tenha tido qualquer arrependimento. Pelo contrário, ele valorizava muito Ismael. Podemos ver isso em suas palavras ao Senhor: "Oxalá viva Ismael diante de Ti" (Gn17.18)

... Abraão não riu de Deus, riu de si mesmo... E por quê? – Gn 17.15-17

> Primeiramente, Abraão confiava na carne e em Deus (treze anos atrás) -. E agora? Cadê a carne?... Não tinha mais forças... Só Deus mesmo em sua vida... (Na verdade, Deus seria o “pai” de Isaque)... E riu.

Embora Abraão tenha retrocedido por treze anos e embora Deus não tenha falado com ele por todo esse tempo, Ele estava trabalhando todo o tempo. Deus não desiste daqueles que Ele escolheu.

Apesar de Abraão ter fracassado, Deus ainda veio e procurou por ele. Temos de perceber que nenhuma busca carnal, esforço, aflição ou inquietação nos levará adiante.

Devemos aprender a nos entregar nas mãos do Todo-Poderoso. Ele nos conduzirá como achar conveniente.

.
abilicusvidanova@ig.com.br
.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O MUNDO NOS ODEIA











.

O MUNDO NOS ODEIA

Pr. Abilio Carlos dos Santos

Ao aceitarmos o Senhor Jesus como Salvador fomos reconciliados com Deus – Cl 1.21-22 - Deixamos de ser inimigos de Deus. Agora somos amigos de Deus e estamos salvos. O salvo é inimigo do mundo. O mundo nos odeia.

“Se vós fósseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia” Jo 15.19

Se alguém, mesmo freqüentando uma Igreja Evangélica, ainda ama o mundo o amor do Pai não está nele. O mundo está em contraste com o Pai. O mundo bate de frente com Deus. Não temos condições de amar o mundo e amar a Deus. Ou amamos a Deus e odiamos o mundo ou amamos o mundo e odiamos a Deus. Amar os dois ao mesmo tempo não é possível.

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” – I Jo 2.15

“... O mundo nos odeia” – Jo 15.19. Não pertencemos mais ao mundo. Fomos arrancados do mundo “pela raiz” – Desarraigados – Quem quiser ser amigo do mundo torna-se inimigo de Deus – Tg 4.4.

Amar o mundo é impossível para quem ama a Deus.

.
.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

VIVER COMO OS LIRIOS



VIVER COMO OS LIRIOS
Pr. Abilio Carlos dos Santos

Havia esterco no jardim.

Ali nascem os lírios e crescem. São flores puras e perfumadas. Extraem do adubo tudo o que lhes é útil e saudável e não permitem que o azedume da terra lhes prejudiquem.

Não sinta ódio das pessoas mentirosas e nem sofra com as caluniadoras... Não se aborreça. Viva como os lírios do jardim.

Os defeitos são deles e não seus. Rejeite todo o Mal que vem de fora... Isso é viver como os lírios.
.
abilicusvidanova@ig.com.br
.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

SEJAMOS HUMILDES




SEJAMOS HUMILDES
Pr. Abilio Carlos dos Santos

“Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, exalço e glorifico ao Rei do céu; porque todas as suas obras são verdade, e os seus caminhos juízo, e pode humilhar aos que andam na soberba” – Dn 4.37

Este quarto capítulo do Livro de Daniel foi escrito por Nabucodonosor.

O rei Nabucodonosor teve umm sonho onde via uma árvore de grande altura no meio da terra. Crescia e era forte. Era vista por toda a terra. Nos seus ramos abrigavam-se aves e animais do campo. Um anjo deu ordem e a árvore foi derrubada. Seus troncos e raízes foram atados com cadeias de bronze, molhados com o orvalho do céu e sua porção foi com os animais da terra. Seu coração humano seria mudado em coração de animal, até que se passassem sete tempos.

Daniel ouviu o sonho do rei e este o pediu que lhe desse a interpretação.
Daniel deu ao rei a interpretação que foi cumprida literalmente.
A árvore simbolizava o rei. Seu orgulho seria analisado por Deus. Ele conheceria o poder e a majestade do Deus vivo e verdadeiro.

Por sete anos, Nabucodonosor, agiu como animal. Seu corpo desnudo, com pelos e unhas enormes era banhado pelo orvalho. Comia erva com os bois. Passados os sete anos voltou-lhe o entendimento e o rei deu glória a Deus.

“Mas ao fim daqueles dias eu, Nabucodonosor, levantei os meus olhos ao céu, e tornou-me a vir o entendimento, e eu bendisse o Altíssimo, e louvei e glorifiquei ao que vive para sempre, cujo domínio é um domínio sempiterno, e cujo reino é de geração em geração” – Dn 4.34

O rei Nabucodonosor que conquistara o grande império da Babilônia e que construiu a mais bela cidade da antiguidade reconheceu através da dor, que nada somos sem o Senhor.
O rei Nabucodonosor glorificou ao Senhor e reconheceu que o orgulho é tolice.
Jamais se deve ignorar o poder de Deus.

Tenhamos os pés no chão, sejamos humildes.
.
abilicusvidanova@ig.com.br

.

É HORA DE COLOCAR A MÃO NA MASSA