quarta-feira, 13 de outubro de 2010

CARINHO E AMOR

















CARINHO E AMOR
Pr. Abílio Carlos dos Santos


Era um dia quente no finalzinho de verão.
Estávamos viajando. Eu e minha esposa.

Já era meio-dia num local bem movimentado ali na cidade, estávamos parados observando o entra e sai das pessoas, quase todas turistas.
Comecei a observar, bem ali na calçada, em frente de uma lanchonete estava um rapaz “pedinte”. Sentado no chão, com barba e cabelo grande, vestia uma roupa suja e tudo indicava que era um morador de rua. Cabeça baixa, olhar vazio de quem não espera mais nada da vida. Exibia a palma da mão direita estendida e virada para cima.

Todos passavam... Ninguém tinha um gesto de compaixão.

Deus tocou em meu coração. Este também é um ser humano, feito da mesma matéria, um irmão na caminhada da vida. Obedecendo ao toque do Senhor, entrei na lanchonete, comprei um refrigerante e dois sanduíches... Aproximei-me daquele rapaz oferecendo-lhe aquele pequeno “almoço”.

O rapaz sorriu... Pegou o lanche e agradeceu.

Acenei-lhe com a mão... Prossegui... Caminhando juntamente com minha esposa.

Fiquei imaginando qual seria a história daquele rapaz antes de chegar naquela situação miserável. A indiferença das pessoas é muito grande.
Mais do que o lanche seria a atitude das pessoas em se importar com os necessitados, falar com eles, olhar nos olhos deles com carinho e com respeito... Tudo isso faria a diferença.

Um gesto de carinho... Uma dádiva de amor.

.

abilicusvidanova@ig.com.br

.
Postar um comentário